PÁGINAS EM EVOLUÇÃO

Agência Entre Aspas entende que um site não é um produto, não é um fim – e, portanto, não tem um ponto final. É um meio. Dentro desta concepção, entendemos que o TotalRace, o mais respeitado site de Fórmula 1 e automobilismo do Brasil, foi nosso produto mais bem acabado.

(E depois dele, claro, surgiram outras crias igualmente relevantes – o Garagem360, o 33Giga, o BuscaVoluntária e o Rota de Férias. Mas isso é assunto para outra página. Voltemos à história do TotalRace.)

TotalRace foi um site que, durante sua tutela pela Agência Entre Aspas, esteve frequentemente em evolução. Com ele, criamos o conteúdo, atualizamos o design, mantivemos e desenvolvemos o publicador e o administrador. Dia a dia, implementamos novas funcionalidades não só nele, mas também em suas redes sociais e outras páginas satélites ao projeto.

Desde a ideia inicial (“Hey! Que tal montarmos um site de Fórmula 1 com três correspondentes in loco, a cada prova?”) até a posição em que ocupa hoje (maior página e F1 do Brasil, já que foi adquirido pela AutoSport, a mais conceituada agência automotiva do mundo), a Agência Entre Aspas  esteve presente.

Essa forma de manter o TotalRace é como entendemos que um site deve ser (sendo ele de notícias, institucional, de serviços): nunca terminado, sempre melhorado. Isso porque, como sabemos, um site não é um sapato.

TAMPOUCO UM SAPATÊNIS (GRAÇAS A DEUS)

Um site não tem começo, meio e fim. Não tem peso. Não tem número. E, obviamente, você não o calça.

Um sapato é um produto. Um site é um serviço, uma ferramenta de comunicação. É uma ferramenta que coloca, frente a frente, sua empresa e seu público. Diretamente. Sem intermediários. No mundo todo.

Um sapato você compra. Usa. Ele gasta. Você remenda, usa mais um pouco. Depois, doa. Joga fora. Usa como calço de mesa. Mas para de colocar no pé. Porque ele não serve mais. E aí, você compra outro.

Um site, não. Um site não tem fim. Ele está constantemente em construção. Sempre em manutenção, sempre se renovando. É uma ferramenta, como se fosse um canivete. Que depois ganha uma serrinha. Depois, uma saca-rolha. Vira um canivete-suiço. Mas, mesmo neste estágio, ele ainda não está pronto. Por que? Porque ele NUNCA está pronto.

Ele nunca está pronto porque o mundo não está pronto. É dinâmico. Centenas de coisas acontecem todos os dias. Crianças nascem, casamentos são celebrados, fronteiras são cruzadas, acordos são fechados. O mundo gira. O site deve acompanhá-lo.

Conteúdo dinâmico. Apoio em ferramentas sociais, como Twitter, Blog, Facebook. Disparo de e-mails. Interação com visitantes. Respostas a internautas. Novas seções, repaginada em velhas seções, morte de outras que não fazem mais sentido. Nos bastidores, novos programas que deixam o site mais rápido. Mais códigos que o deixam mais robusto. Monitoramento anti-invasão. No caso de uma (bata na madeira, toc toc), rápida ação para minimizar problemas.

Uma página eletrônica não é um produto. É um serviço continuado. Precisa de atenção, carinho, amor, afeto e manutenção. Inovação, implementação, inspiração. Reuniões. Transpiração contínua. Eis a importância de, ao contratar alguém para fazer um site, lembrar que o trabalho não termina quando a página entra no ar. É, neste momento, que a coisa está apenas começando.

Um site não é um sapato – embora te leve para onde você quiser ir. Mas vai além: conduz sua empresa a distâncias que nenhum sapato jamais chegaria. Leva ao mundo todo. Só é preciso de um pouco de atenção. E manutenção.

É exatamente isso que a Agência Entre Aspas faz. (Mas se você insistir muito, enviamos um belo sapato. Basta entrar em contato.)